fbpx

Documentário ‘Cercados’ mostra o bastidor da cobertura jornalística da pandemia

A ideia é envolver as pessoas no trabalho diário de jornalistas, desde repórteres de rua a âncoras de jornais.

Documentário ‘Cercados’ mostra o bastidor da cobertura jornalística da pandemia

A ideia é envolver as pessoas no trabalho diário de jornalistas, desde repórteres de rua a âncoras de jornais.

O filme estreou na Globoplay na última quinta-feira (3), proporcionando ao espectador uma perspectiva inédita sobre o cenário que marca a cobertura do coronavírus.

Negacionistas são um termo usado para definir aqueles que se recusam a aceitar verdades incômodas e são mais inclinados a negar a realidade.

A pandemia Covid-19 de 2020 fez o termo se destacar entre muitas pessoas e funcionários do governo, minimizando assim o impacto do vírus. Essa situação tem provocado reações inéditas na imprensa, como demonstração conjunta da realidade e ferramentas de combate às notícias falsas. Nesse caso, os Cercados do documentário vivenciam rotinas malucas e dificuldades de tomada de decisão por parte dos repórteres.

Como a Covid-19 matou milhares de pessoas no Brasil e levando em consideração os comentários recentes do presidente Jair Bolsonaro (20 dias atrás, ele disse “deve parar de ser um país maricas”), “Mídia cercada contra a negatividade na pandemia” é um filme aparentemente interminável.

O documentário mostra o trabalho da imprensa na defesa das evidências científicas diante da fé ou das disputas políticas. Seu foco está em jornalistas e veículos, que mantêm o equilíbrio ao lidar com as crises políticas e de saúde e se preocupam com a própria segurança. No entanto, há um escopo maior de espelhamento que vai além da mídia: este é o primeiro documento histórico sobre esse conturbado 2020 – e mais interessante, é baseado em uma história de desenvolvimento contínuo.

O “Cercados” começou a ser montado em abril quando Luiz Henrique Mandetta renunciou, foi o primeiro ministro da saúde a deixar o governo durante a crise sanitária. Naquela época, a pandemia havia se encerrado há um mês e o Brasil tinha quase 2.000 mortes. Ao mesmo tempo, os políticos promoveram a ideia de que é impossível cuidar da saúde e da economia ao mesmo tempo, o que mostra que se trata de uma falsa dicotomia.

O título do filme é exatamente como a imprensa conhece e como chamam a área reservada para a imprensa: cercadinho.

Saiba mais: A rotina de produtores de conteúdo é intensa e neste dia-a-dia existem diversos conteúdos se destacam.

→ Ofereça uma experiência de visual diferenciado para conteúdos especiais ≡

Obs.: Se você deseja saber mais sobre este tema e outros clique no botão abaixo para se inscrever. Deixe seu nome e e-mail neste site e irá receber conteúdo sempre que tivermos novidades.

Para você que trabalha ou deseja trabalhar com notícias e conteúdo

Com o site em WordPress Estação Vide Simples tenha um verdadeiro centralizador do seu negócio.

Fique ligado!

Receba atualizações, dicas, artigos e conteúdos especiais com prioridade!

Preencha os campos abaixo: